Home Emagrecimento Emagrecer? Perder Peso Dietas Receita Dieta
------------------------

Remedio para perder peso.

Todos aqueles que têm uns quilinhos a mais querem emagrecer rápido e muitos pensam que a solução pode estar em um remédio para emagrecer. Bem, eles podem estar certos, pois um novo estudo mostrou que um medicamento chamado tesofensina, usado para tratar doenças neurológicas, tem o dobro da eficiência do que qualquer outro remédio de emagrecer.
Novo remédio para emagrecer ajuda a perder peso e mantê-lo por 2 anos
Voluntários obesos receberam o remédio para emagrecer tesofensina (tesofensine em inglês) diariamente durante 24 semanas e conseguiram perder 13 Kg, aproximadamente. É o dobro do peso perdido por medicamentos como sibutramina e rimonabant, de acordo com especialistas.
Enquanto o medicamento tesofensina estava sendo testado para doenças como Mal de Parkinson e Alzheimer os cientistas observaram que os pacientes estavam perdendo peso. Mais tarde descobriram que ele é um supressor do apetite que age nos sinais neurológicos do cérebro.
Para o estudo da tesofensina como um remédio para emagrecer foram utilizados 161 pessoas obesas que pesavam cerca de 100 kg. Para um grupo foi prescrito o medicamento para emagrecer e o outro grupo recebeu um placebo inativo.
Este é, ao menos, o dobro do peso perdido por pacientes nos estudos de remédios de emagrecer como Reductil e Acomplia, escreveram os pesquisadores em uma edição online da revista científica The Lancet. A tesofensina foi três vezes mais potente do que o remédio para emagrecer chamado orlistat.
Os autores da Universidade de Copenhagen concluíram que "esta fase 2 do estudo mostrou que a tesofensina é muito eficaz para produzir perda de peso em pacientes em seis meses".
Estudos anteriores mostraram que no mesmo período o orlistat ajudou pacientes obesos a perder 3 kg a sibutraminha a perder 4 kg e o rimonabant a perder 5 kg.
No entanto a tesofensina tem efeitos colaterais quando tomada em doses de 1 miligrama como boca seca, constipação, movimentos irregulares do intestino e insônia. Por esta razão a dose segura foi considerada de 0,5 miligramas que levou os pacientes à perder 11 kg. [TPA]
------------------------

Melhor Remédio para Emagrecer: Sibutramina – Moderador de Apetite.

Melhor Remédio para Emagrecer: Sibutramina – Moderador de Apetite
Esse medicamento só pode ser consumido mediante prescrição médica e a receita é retida na farmácia assim que a compra é realizada, pois ele é de uso controlado.
Um dos grandes problemas que vem aumentando a cada dia e afetando diversas famílias em todos os cantos do mundo é a obesidade, é com ela diversas formas de emagrecer ou perder peso a qualquer custo. Diante disso, os tratamentos contra a obesidade vem ganhando muitos adeptos, por isso, os remédios para emagrecer estão em alta, e um dele é a Sibutramina.

No entanto, a Sibutramina chegou a ser proibida no Brasil, como aconteceu na Europa. O remédio, que antes era comercializado com uma tarja vermelha na embalagem, e só podia ser vendido mediante apresentação de receita, acabava sendo consumido discriminadamente, pois era simples conseguir uma receita para comprar o produto, ou até mesmo compra-lo sem essa exigência, de maneira ilegal.
Como comprar a Sibutramina

A proibição não agradou boa parte dos Endocrinologistas, que tinham esse medicamento como aliado. Pouco tempo depois, a Sibutramina voltou ao mercado, mas com muitas restrições, como por exemplo, a exigência da leitura de um documento, onde consta todos os efeitos colaterais comprovados em pesquisas e possíveis danos à saúde por conta do medicamento. Além disso, o paciente precisa assinar essa espécie de termo de responsabilidade, assim como o médico.

Só pode consumir o medicamento quem precisa emagrecer vários quilos (acima de 10, pelo menos) e recebeu indicação médica. Ou seja, ingerir esse item por conta própria não pode e se mesmo assim, alguém quiser burlar a lei, encontrará muitas barreiras, pois a Sibutramina passou a ter uma tarja preta na caixa, é de uso controlado, e a receita médica é retida na farmácia quando o paciente compra o item.

Remédios para Emagrecer
Muito se tem discutido a respeito das drogas utilizadas no tratamento da obesidade. Muitos especialistas são contra o uso de certas drogas, bem como, alertam para o abuso que muitos indivíduos, ou mesmo profissionais não-especialistas, andam cometendo.

É comum que uma pessoa que deseja emagrecer procure a farmácia em busca de uma solução rápida, como se tomar determinado "remédio" fosse o necessário para alcançar o seu peso ideal achando que, se deu certo com um "colega" dará também consigo. Porém, por trás dessa ilusória rápida perda de peso, se escondem efeitos colaterais e insucesso.

É claro, hoje, entre os especialistas, e várias pesquisas já mostraram isso, que somente o uso de drogas para emagrecer não é suficiente para uma perda de peso permanente, saudável e eficiente.
Plano para perda de peso

Se está disposto a perder peso, é necessário, uma série de cuidados, que vão ajudar a perder peso e sobretudo, melhorar a qualidade de vida.

Mudança nos hábitos alimentares;
Atividades físicas;
E uma equipe de apoio (endocrinologista e nutricionista);
Esses três itens são fundamentais para o tratamento da obesidade dar certo, além da força de vontade do paciente, visto que o tratamento vai levar um tempo.
-------------------------

Sibutramina – Moderador de Apetite.

Sibutramina – Moderador de Apetite

Atualmente considerada mais moderna que outras drogas como a anfetamina, a sibutramina aumenta a saciedade, ou seja, você come menos por sentir satisfeito com pequenas quantidades de alimentos. Nas farmácias, Reductil e Plenty são os dois nomes mais conhecidos.

Como a Sibutramina age no organismo ?

A Sibutramina atua diretamente no sistema nervoso central, numa parte do cérebro (Hipotálamo) responsável por controlar a sensação de ansiedade e fome. Ou seja, quando uma pessoa toma sibutramina ela passa a se sentir satisfeita com uma quantidade menor de alimentos do que costumava ingerir. O objetivo desta droga é o controle das calorias, possibilitando assim a reeducação alimentar e consequentemente a perde de peso.

Efeitos Colaterais Sibutramina

Boca seca;
Apetite elevado ;
Náusea;
Gosto estranho na boca;
Estômago irritado;
Constipação;
Insônia ou sonolência;
Tontura;
Dores menstruais;
Dor de cabeça;
Dor nas articulações;
Elevação da pressão sanguínea.
Todos sabem que qualquer medicamento apresenta efeitos colaterais, o importante é ter o acompanhamento médico desde o início do tratamento. Os efeitos colaterais a seguir são pouco comuns, porém sérios, e requerem atenção médica imediata:

Arritmia cardíaca, parestesia, alterações mentais e no humor. Sintomas que requerem atenção médica urgente são: ataque apoplético, problema para urinar, dor no peito, hemiplegia, visão anormal, dispnéia e edema.

Contra-indicações da sibutramina

Além dos efeitos colaterais deste medicamento já citados, listamos ainda suas contra-indicações, que requer também muita atenção. São elas:

Condições psiquiátricas como bulimia, anorexia, depressão profunda ou manias pré-existentes;
Hipersensibilidade ao medicamento;
Pacientes menores de 18 anos;
Tratamentos com outros inibidores ou antidepressivos;
Hipertensão não controlada;
Hipertensão pulmonar;
Lesões em válvulas cardíacas;
Doença coronária;
Insuficiência cardíaca;
Arritmia séria;
Infarto do miocárdio anterior;
Infarto ou ataque isquêmico transiente;
Hipertiroidismo;
Mulheres grávidas ou lactantes
Aspectos farmacológicos da sibutramina

Sibutramina é inibidor de reabsorção de neurotransmissores que ajuda a elevar a saciedade ao inibir a reabsorção da serotonina em 73%), norepinefrina (em 54%) e dopamina (em 16%). Sibutramina foi aprovada pelo FDA (órgão norte-americano que regula medicamentos) como remédio para emagrecer para tratamento da obesidade em Novembro de 1997.

Antes de usar este medicamento, é muito importante passar por uma avaliação médica para vê se o mesmo é indicado para o seu caso de obesidade, visto que os efeitos colaterais podem ocasionar sérias consequências.

-------------------------

Tesofensina.

Tesofensina
A Tesofensina chega no mercado atual com a promessa de se destacar entre os demais emagrecedores devido a sua excelência no processo de redução de peso. O nome é genérico tendo em vista que ainda não foram associadas marcas a substância. A substância por sua vez, promove a inibição da recaptação e serotonina, noradrenalina e adrenalina, ou seja, influenciando através dessas substâncias o suprimento do apetite no cérebro, fazendo com que os usuários se sintam satisfeitos além de reduzir significativamente o apetite.

Desenvolvida primeiramente para o tratamento das doenças de Alzheimer e Parkinson, os testes nesses pacientes não obtiveram avaliações positivas e sua eficácia contra essas doenças não ficou comprovada. Contudo puderam observar nesses mesmos testes a diminuição de peso daqueles que fizeram uso continuo do medicamento. Porém, devemos destacar que foram detectados alguns efeitos colaterais após o inicio do tratamento com a substância, e entre eles estão: insônia, taquicardia, aumento da pressão arterial, aceleração no batimento cardíaco, além de náuseas e sintomas de boca seca. Nos caso de pacientes que ingeriram doses mais altas do medicamento foram observados sintomas de confusão mental, e aumento da agressividade, devendo portanto ser visto com mais cautela.

Tesofensina | Remédio Emagrecedor

O uso desse medicamento não possui pesquisas concretas que afirmam ou não sua segurança, e como qualquer outro remédio, não deve por hipótese alguma ser consumido sem prescrição médica. Antes de iniciar qualquer espécie de tratamento procure marcar uma consulta com seu médico ou um nutricionista que poderá te auxiliar em encontrar o melhor tipo de medicação para ser utilizado com o intuito da perda de peso. Devemos lembrá-los da seriedade da utilização de substâncias ainda pouco conhecidas e principalmente do uso das mesmas sem uma avaliação médico que as antecedam.

Procure tentar primeiramente a diminuição de peso através de praticas saudáveis e seguras como dietas específicas cumulada com praticas de atividades físicas. Nada melhor que esses dois fatores em conjunto para te ajudar no combate a obesidade. Os benefícios a saúde e ao organismo são imensuráveis além da facilidade em se alcançar o objetivo do emagrecimento, e o melhor, com saúde e segurança.

Dicas para Emagrecer Relacionadas


---------------------------

Saiba os prós e contras sobre remédios para emagrecer .

Saiba os prós e contras sobre remédios para emagrecer

Perder aqueles quilinhos a mais sem fazer tanto esforço, tomando somente algumas pílulas, sem a necessidade de suar a camisa, correr na esteira, dar aquela caminhada diária ou malhar cinco vezes na semana é a saída buscada por muitos. Porém será que vale a pena recorrer a medicamentos para ficar com corpo em dia? Foi pensando nisso que selecionamos essa temática nessa matéria. Saiba os prós e contras sobre remédios para emagrecer com nossas informações a seguir.

 

Muita gente quer ficar com corpo de capa de revista por meio de remédios que atuam no sistema nervoso. Esses medicamentos atingem não somente o centro da fome no cérebro, mas também outras áreas, tendo diversas consequências. As anfetaminas, por exemplo, aumentam a noradrenalina, que é responsável por comandar o apetite. Desse jeito, os prós são a queda da vontade de comer, por outro, os contras são muitos efeitos pra lá de incômodos, tais como a falta de líbido, a insônia, boa seca, hipertensão, depressão, pânico, taquicardia, mudanças de humor, entre outros. Na verdade, esse tipo de medicamento é indicado para pessoas que estão bem acima do peso e quando a saúde está em risco. Sabendo desses detalhes, antes de encarar remédios desse tipo, é importante ser realista e ver se realmente é preciso encarar tantos contratempos para ter as gordurinhas a mais derrotadas.


Outra substância que também é usada para emagrecer é a sibutramina. Ela foi utilizada inicialmente para agir como antidepressivo, atuando em partes cerebrais que controlam a fome, o humor e sensação de bem-estar. A partir de 1997, passou a ser tratada como remédio para perder quilos a mais nos EUA. A atuação dela é na sensação de saciedade, dessa forma, a pessoa que usa não sente vontade de comer. Em estudos feitos com cobaias (ratos), foi verificado que a substância tem efeito ansiolítico e ainda aumenta o colesterol bom e acaba reduzindo o ruim. Ela só é administrada mediante receita médica. Os efeitos colaterais são muitos e os principais são os seguintes: doenças cardíacas, hipertensão, patologias renais diversas, entre outras.


Sibutramina, anfetamina, tudo promete dar o corpo tão desejado para muita gente, mesmo com inúmeros efeitos colaterais.

Em vista de tantos danos causados pelos remédios para emagrecer a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) coloca em discussão uma proposta que visa a proibir a utilização dos mesmos. Na lista dos cortados estão especialmente aqueles produzidos à base de sibutramina e anfetamina, as tais substâncias que dão o que falar. A agência reguladora contesta que diante de tantos riscos que os pacientes correm, o número de benefícios torna-se bem menor, dessa forma, não compensa comercializar esse tipo de substância.

Alguns profissionais da área de saúde não são a favor da atitude da Anvisa descrita acima. Eles afirmam que muitos desses inibidores fazem parte do tratamento de muita gente que está acima do peso, portanto, é preciso uma cautela antes de qualquer decisão. Várias entidades dão sua opinião a respeito do assunto. A Associação Brasileira de Nutrologia, por exemplo, atenta para o fato da doença obesidade ter um grande impacto na saúde pública e que, portanto, mesmo que os resultados sejam pequenos, os remédios também têm importância no tratamento da doença.


------------------------------