Home Emagrecimento Emagrecer? Perder Peso Dietas Receita Dieta
------------------------

Dietas para emagrecer com saude.

A dieta mais que perfeita
Dietas restritivas são tentadoras e prometem perder peso em pouco tempo. Mas uma dieta saudável deve atender às suas características e necessidades. Faça o teste e descubra qual é a ideal para você
Uma dieta rápida, segura e eficaz, daquelas que prometem ótimos resultados em pouco tempo e com o mínimo de esforço. Esse é o sonho de 114 milhões de brasileiros (o equivalente a 60% da população), que sofrem de excesso de peso e obesidade, segundo dados do Ministério da Saúde. Bem, as dietas radicais, como as restritivas, por exemplo, são assim. Como o próprio nome diz, elas restringem do cardápio um dos grupos de macronutrientes: carboidratos, proteínas ou gorduras. Por tabela, restringem, também, algumas das vitaminas e sais minerais neles existentes. "Nosso corpo precisa dos nutrientes dos alimentos existentes na natureza para desempenhar suas funções. Suprimir um ou mais nutrientes pode causar sérias deficiências nutricionais", alerta a nutricionista Larissa Cohen, do Espaço Stella Torreão (RJ). A curtíssimo prazo, algumas dietas podem até dar certo.
O que não significa que elas sejam seguras e eficazes. Longe disso. "Dietas restritivas demais não surtem efeito porque não modificam hábitos", resume o endocrinologista Márcio Mancini, do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Por serem radicais, os adeptos de algumas dietas estão sujeitos a abandoná-las antes do prazo esperado. "Não existe radicalismo que funcione. Ao restringir 100% de um grupo de nutrientes, você provoca uma monotonia alimentar que pode encorajá- -lo a abandonar a dieta", pondera a endocrinologista Cláudia Cozer, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). Em busca da dieta mais que perfeita e de longa duração, a VivaSaúde convidou os maiores especialistas em Nutrição para analisarem dietas como a da proteína, do tipo sanguíneo, do vegetarianismo e a dieta sem gordura. De quebra, ainda pediu a eles que dessem dicas infalíveis para quem deseja perder peso, sem perder a saúde.
------------------------

O que são dietas? Qual a dieta ideal?

O que são dietas? Qual a dieta ideal?

A expressão dietas provavelmente trás à mente refeições de alface e queijo cottage. Por definição, dieta refere-se a o que uma pessoa come ou bebe durante o curso do dia.

Dietas que, para promover a perda de peso, limitam as porções a um tamanho muito pequeno, ou excluem completamente alguns alimentos, podem não ser eficientes a longo prazo. Mais exatamente, você estará mais propenso a sentir falta de algumas comidas e achar esse tipo de dieta difícil de seguir por muito tempo. Por outro lado, geralmente é útil mudar gradualmente os tipos e quantidades de alimentos que você ingere e manter essas mudanças para o resto da sua vida. A dieta ideal é aquela que leva em conta seus gostos e inclui uma ampla variedade de alimentos com calorias e nutrientes suficientes para uma boa saúde.

O quanto e o quê você come desempenha um papel principal em o quanto você pesa. Então, quando estive planejando sua dieta, deve considerar: Que nível de calorias é apropriado? A dieta que você está considerando é balanceada nutricionalmente? A dieta será prática e fácil de ser seguida? Você será capaz de manter o plano de alimentação pelo resto da vida? As informações desse artigo o ajudarão a responder essas perguntas.
Nível de calorias

Dietas de baixas calorias. A maioria das dietas provê de 1.000 a 1.500 calorias por dia. Porém, a quantidade de calorias que é correta para você depende do seu peso e nível de atividade física. Nesse nível calórico, a dietas são referidas como sendo de baixas calorias. Livros de dieta "faça-você-mesmo", e programas de emagrecimento clínicos e não-clínicos, geralmente incluem planos de dietas de baixas calorias.

O nível calórico de sua dieta deve permitir uma perda de peso de não mais de 450 gramas por semana (depois da primeira ou segunda semana a perda de peso pode ser mais rápida por causa da perda inicial de inicial). Caso você possa estimar quantas calorias ingere por dia, poderá elaborar um plano de dieta que irá ajudá-lo a perder não mais do que 450 gramas por semana. Você pode precisar trabalhar com um profissional da saúde treinado, como um nutricionista registrado. Ou, você pode utilizar dietas de baixas calorias padronizadas com um nível de calorias fixo.

O nível de calorias selecionado, porém, pode não reproduzir o taxa de perda de peso recomendada, e você deve precisar comer mais ou menos.
Certifique-se que sua dieta contém todos os nutrientes essenciais para uma boa saúde. Fazer uso do Guia da Pirâmide Alimentar e dos rótulos que informam a composição nutricional em produtos processados pode ajudá-lo a escolher uma dieta saudável. A Pirâmide Alimentar mostra os tipos e quantidades de alimentos que você necessita diariamente para uma boa saúde. Os rótulos dos produtos o ajudam a selecionar os alimentos que se encaixam nas suas necessidades diárias de nutrientes. Uma dieta saudável deve incluir:
uantidade adequada de vitaminas e minerais. Comer uma ampla variedade de alimentos de todos os Grupos de Alimentos da Pirâmide Alimentar pode ajudá-lo a obter as vitaminas e minerais que você necessita. Caso você ingira menos de 1.200 calorias por dia, pode beneficiar-se ao tomar um comprimido diário de suplemento vitamínico e mineral.

Quantidade de proteínas adequada. A mulher média de mais de 25 anos deve ingerir 50 gramas de proteína por dia, e o homem médio de mais de 25 anos deve ingerir 65 gramas de proteína por dia. A quantidade adequada de proteínas é importante porque previne a destruição dos tecidos musculares e repara todos os tecidos do corpo, como pele e dentes. Para obter a quantidade adequada de proteínas na sua dieta, certifique-se de comer 2-3 porções (veja Figura 2) diárias do Grupo da Pirâmide Alimentar de carne, frango, peixe, feijões secos, ovos e nozes. Todos esses alimentos são boa fonte de proteína.
Quantidade adequada de carboidratos. Pelo menos 100 gramas de carboidratos por dia são necessários para prevenir fadiga e desequilíbrio de fluidos. Para certificar-se de ingerir quantidade suficiente de carboidrato, coma 6-11 porções (veja Figura 2) diárias do Grupo da Pirâmide Alimentar de pão, cereal, arroz e massas.

Ingestão diária de 20 a 30 gramas de fibras. A quantidade adequada de fibras alimentares ajuda no bom funcionamento dos intestinos. Você pode obter em torno de 30 gramas de fibras se comer 1 xícara de farelos de cereal, 1/2 xícara de cenouras, 1/2 xícara de feijões, uma pêra de tamanho médio e mais uma maçã de tamanho médio

Não mais do que 30% das calorias, em média, vindas de gordura por dia, com menos de 10% provenientes de gordura saturada (como a gordura da carne, manteiga e ovos). Limitar a gordura a esses níveis reduz seu risco de enfermidade cardíaca e pode ajudá-lo a perder peso. Adicionalmente, você deveria limitar a quantidade de colesterol na sua dieta. Colesterol é uma substância similar à gordura encontrada em produtos animais como carnes e ovos. Sua dieta deve incluir não mais de 300 miligramas de colesterol por dia (um ovo contém em trono de 215 miligramas de colesterol, e 100 gramas de hambúrguer contém 100 miligramas de colesterol).

Pelo menos 8 a 10 copos, 225 mililitros cada, de água ou bebidas baseadas em água, por dia. Você precisará beber mais água caso faça muito exercício físico.

Esse nutrientes devem vir de uma variedade de alimentos de pouca caloria e nutritivos. Uma forma de obter variedade -- e com isso uma dieta nutritiva e saborosa -- é cada dia escolher os alimentos da Pirâmide Alimentar.
-------------------------

Dieta da proteína.

Dieta da proteína

O que é essa dieta?
Até pouco tempo atrás, a dieta da proteína era mais conhecida pelo sobrenome de seu criador, o cardiologista americano Robert Atkins. Ela restringe o consumo de carboidratos, como pães, massas e doces, e privilegia o de proteínas, como carnes, ovos e queijos. Legumes e frutas são proibidos e apenas alguns tipos de verdura estão liberados. "Em tese, a dieta da proteína pode ser feita a longo prazo. Mas, na prática, raríssimos casos conseguem mantê-la por ser muito monótona", afirma Márcio Mancini, da SBEM.

Como ela funciona?
Ao restringir o consumo de carboidratos, o organismo passa a usar gordura para produzir energia. Segundo Atkins, esse fenômeno, chamado cetose, é o que leva à perda de peso. Além disso, alimentos proteicos tendem a prolongar a sensação de saciedade porque têm uma digestão mais lenta. De quebra, ainda são capazes de suprimir o efeito da grelina, o famoso "hormônio da fome". "O emagrecimento ocorre por redução do número de calorias ingeridas, mas a recuperação do peso, quando os carboidratos retornam à dieta, é a regra quase invariável", avisa Mancini.

Por que evitá-la?
A dieta da proteína sempre foi criticada por seu alto teor gorduroso (que pode causar problemas cardiovasculares) e por banir os carboidratos da alimentação (que interfere na prática regular de atividade física). Para piorar a situação, é pobre em fibras, vitaminas e sais minerais. "A restrição de carboidratos de forma significativa favorece a alta taxa de abandono. Além disso, é considerada uma dieta nutricionalmente inadequada", decreta Durval Ribas Filho, da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). A falta de carboidratos pode causar sonolência, fraqueza e dor de cabeça.

-------------------------

Alimentos que Ajudam a Emagrecer com Saúde.

Alimentos que Ajudam a Emagrecer com Saúde

Para quem deseja emagrecer com saúde e sem tomar remédios para isso, confira abaixo os alimentos que ajudam nessa conquista.

Tudo que ajuda a emagrecer atualmente as mulheres principalmente querem para a sua vida. Os remédios que inibem a fome são cada vez mais utilizados pelas pessoas de todos os lugares do mundo, porém como começaram a fazer efeitos que não são interessantes para a população o corte dos mesmos foi grande, e sendo muitas vezes por parte destas mulheres.

Emagrecer com saúde

Emagrecer de uma forma que você não precise tomar remédio, ou seja, de uma forma saudável é a melhor coisa que existe. E isso não é completamente difícil, pois o que precisa apenas é inserir em sua dieta alguns alimentos que fazem para a saúde, como as frutas, os legumes, os que são mais leves. E sempre mantendo a atividade física que ajuda e muito. Existem os alimentos que ajudam uma pessoa a emagrecer, porém nem sempre elas sabem disso.
Este é um alimento que tem sua grande parte composto por água, portanto, não possui muitas calorias e ao mesmo tempo sacia a fome, pois mostra para o seu estômago que já comeu, quando na verdade, ele enganou. A fruta tem 83% da sua composição por água, além de ser rica em fibras, pobre em gorduras e ter apenas 60 calorias.


---------------------------

Dieta de menu fixo.

Dieta de menu fixo. Uma dieta de menu fixo dá uma lista de todos os alimentos que você irá comer. Esse tipo de dieta pode ser fácil de ser seguida já que os alimentos são escolhidos para você. Porém, você terá muito poucas opções de alimentos diferentes, o que pode tornar a dieta enfadonha e difícil de seguir se estiver fora de casa. Adicionalmente, dietas de menu fixo não ensinam as habilidades para seleção de alimentos, as quais são necessárias para não recuperar o peso perdido. Se você começar com uma dieta de menu fixo, deve eventualmente trocar para um plano que o ajuda a aprender a fazer sozinho as escolhas das refeições, como uma dieta do modelo de trocas.

Dieta modelo de trocas. Uma dieta modelo de trocas é uma plano de refeições com um número determinado de porções de cada um dos vários grupos de alimentos. Dentro de cada grupo, os alimentos têm a quantidade de calorias equivalentes e podem ser trocados à sua escolha. Por exemplo, a categoria "amido" poderia incluir uma fatia de pão ou 1/2 xícara de aveia; equivalentes em nutrientes e quantidade calorias. Como os planos da dieta de modelo de trocas, você tem mais variedade no seu dia-a-dia e pode seguí-la facilmente longe de casa. A vantagem principal da dieta modelo de trocas é que ela o ensina a selecionar os alimentos, o que é necessário para não recuperar o peso perdido.

Dieta de refeição pré-embaladas. Essas dietas requerem que você compre refeições pré-embaladas. Essas refeições podem ajudá-lo a aprender o tamanho apropriado das porções. Porém, elas podem ser caras. Antes de começar esse tipo de programa, veja se você terá que comprar essas refeições e quanto elas custam. Você também deveria verificar se o programa o ensinará como selecionar e preparar a comida, habilidades que você precisará para manter a perda de peso.

Dieta líquida. As dietas líquidas são planos de perda de peso que substituem uma ou mais refeições com uma fórmula líquida. A maioria das dietas de fórmula líquida são balanceadas e contêm uma mistura de proteína, carboidrato e geralmente uma pequena quantidade de sal. Essas dietas geralmente são vendidas como líquido ou em pó para ser misturado com líquidos. Embora as dietas de fórmulas líquidas sejam fáceis de usar, e promovam perda de peso a curto prazo, a maioria das pessoas recupera o peso perdido assim que param de utilizar a fórmula. Adicionalmente, dietas líquidas não o ensinam a fazer escolhas para uma alimentação saudável, uma habilidade necessária para não recuperar o peso perdido.

Dietas questionáveis. Você deve evitar qualquer dieta que sugira que coma um específico nutriente, alimento ou combinação de alimentos para proporcionar perda de peso fácil. Algumas dessas dietas podem funcionar a curto prazo porque têm poucas calorias. Porém, elas geralmente não são balanceadas e podem causar deficiência de nutrientes. Além disso, elas não ensinam hábitos de alimentação que são importantes para o controle de peso a longo prazo.

Dietas flexíveis. Alguns programas ou livros sugerem monitorar somente a gordura, apenas as calorias (como a dieta dos pontos), ou uma combinação dos dois, com o indivíduo fazendo a escolha tanto do tipo quanto da quantidade de alimentos ingeridos. Esse método flexível funciona bem para a maioria das pessoas, e as ensina como controlar o que comem. O lado ruim das dietas flexíveis é que algumas não consideram a dieta totalmente. Por exemplo, programas que monitoram gordura geralmente permitem que as pessoas ingiram calorias em excesso de açúcares, e dessa forma não levam à perda de peso.

É importante escolher um plano de alimentação que você possa seguir pela sua vida. O plano deve também lhe ensinar como selecionar e preparar alimentos saudáveis, e como manter o peso alcançado. Lembre-se que muitas pessoas tendem a recuperar o peso perdido. Comer uma dieta saudável e nutritiva para manter o novo peso, combinado com atividade física regular, o ajuda a evitar a recuperação do peso perdido.


------------------------------