Home Emagrecimento Emagrecer? Perder Peso Dietas Receita Dieta
------------------------

Comprar remedio para emagrecer.

Emagrecer não é tarefa fácil. Pelo menos não para todos. Para algumas pessoas como eu, a ajuda de algum produto ou remédio para emagrecer é inevitável. Porém, comprar remédios para emagrecer pode ser muito difícil. Considerados extremamente perigosos para saúde, todos são classificados com tarjas pretas ou vermelhas e médicos e especialistas difícilmente os recomendam. Na matéria prós e contras dos remédios para emagrecer da Boa Forma, não existiam prós e os remédios não eram recomendáveis para pessoas que não apresentassem casos críticos de obesidade.

Mas a realidade é um pouco diferente. Às vezes, simples 10 kilos a mais podem ser críticos para a autoestima e prejudicar não só a vida pessoal mas também a vida profissional de uma pessoa, e ainda muitas pessoas possuem dificuldades de emagrecer com dietas.Algumas pessoas podem comer 2000 calorias em um dia e perdê-las no dia seguinte sem esforço algum. Outras, podem ingerir 800 calorias por dia e não emagrecer nunca nem mesmo com a ajuda de exercícios físicos. Tudo por algum mal funcionamento do corpo.

Não cheguei a experimentar todos os tipos de produtos para emagrecer existentes no mercado mas já tive experiência com alguns remédios sob prescrição médica e também com remédios naturais para emagrecer. E confiem, eles ajudam e muito.

No Portal Dieta você encontrará os principais remédios para para perder peso encontrados em farmácias comuns, farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais.

Exibindo artigos da categoria "Remédios para Emagrecer"
------------------------

Remédios para Emagrecer Victoza.

Victoza é mais um medicamento disponível no mercado com intuito de emagrecer os usuários através do seu princípio ativo Liraglutida que originalmente foi desenvolvido com o objetivo de combater a diabetes. Após ser observados os imensos benefícios para a perda de peso, o medicamento passou a ter tal propósito.

A Liraglutida é um hormônio natural que é o responsável pelo controle do apetite e traz a satisfação de saciedade tão almejada nos emagrecedores. O que ocorre é que a substância se encarrega de deixar mais devagar a digestão do organismo, fazendo com que o usuário leve mais tempo para sentir fome.
Com hormônios que equivalem 8 vezes mais que os produzidos pelo nosso organismo, e o efeito do medicamento pode durar até 24 horas na corrente sanguínea, deixando para trás o GLP-1 que só é capaz de permanecer no corpo por até três minutos. Sua aparência é em formato de caneta com ponteira injetável e sua forma de utilização é subcutânea, podendo ser aplicado pelo próprio paciente, os locais mais indicados para a aplicação são os braços, a barriga e as coxas. O Victoza promete resultados impressionantes, e surpreendentes, mas o preço não é muito acessível podendo chegar a custar até R$ 300,00 (trezentos reais), mas ainda não é vendido como um emagrecedor e sim, com a finalidade de tratar pacientes com diabetes, contudo o laboratório que desenvolve o medicamento já está buscando autorização para vendê-lo também como um emagrecedor.

O tratamento pode causar alguns efeitos colaterais entre eles estão náuseas, e leves dores de cabeça. Não foram observados outros sintomas mais graves em paciente que fizeram uso continuo do Victoza. É importante destacar que fazendo uma dieta regrada a diminuição de peso será potencializada e acelerada, possibilitando a perda de até 10 quilos em apenas 5 meses, desde que seja realizada uma dieta diária com o limite de 1.200 calorias. Caso o paciente alie a medicação e a dieta com a prática de exercícios físicos, o resultado pode aumentar para 12 quilos com facilidade. Ou seja, sempre será necessário a reeducação alimentar e o abandono do sedentarismo para os que desejam emagrecer, portanto comece agora mesmo a mudar seus hábitos alimentares e se exercitar para alcançar seus objetivos.
-------------------------

Trim-SPA remedio para emagrecer.

 

Vendido como um moderador de apetite potente e eficaz no mercado, o TrimSpa é um medicamento que atua suspendendo o apetite e estimulando o metabolismo do usuário de modo que ele consiga reduzir a quantidade e as vezes que se alimenta durante o dia e ainda tenha disposição para praticar as atividades diárias e físicas auxiliando ainda mais no combate a obesidade. Ante, feito a partir da substância da efedrina, o TrimSpa após a proibição da composição nos Estados Unidos da América passou a utilizar em seus ingredientes a erva "Hoodia Gordonii" para sua elaboração.

TRIM-SPA: Remédio para Emagrecer

Cada cápsula do medicamento contém 125mg de chá verde, além de possuir cafeina e extrato de cacau (considerado um excelente estimulante ativo). Não foram observados efeitos colaterais graves pelas pessoas que fizeram uso continuo da substância, em alguns casos puderam perceber somente um pouco de irritabilidade, alteração na pressão arterial entre outros sintomas não preocupantes. Ocorre que a substância não é indicada a pacientes com problemas cardiácos ou históricos de doenças do coração, e também não deve ser utilizado por pacientes com problemas no fígado e úlceras.

Devemos lembrar que como qualquer outro medicamento o uso de TrimSpa deve ser recomendado por um médico e não deve ser utilizado sem a prescrição deste. Os perigos da automedicação são diversos, e devem ser vistos com muita seriedade. Antes de tomar qualquer medicamento, consulte um médico endocrinologista ou um nutricionista para que ele possa te avaliar e só assim indicar o melhor tratamento pra o seu biotipo físico. Lembre-se que somente um profissional qualificado saberá o que é melhor para você e te dará a segurança necessária a respeito que qualquer medicamento que exista no mercado.

Também devemos alertar que se o objetivo é a redução de peso, algumas mudanças serão necessárias para que seja possível então o emagrecimento. A utilização de medicamentos sem uma dieta balanceada e a pratica de atividades físicas de nada vai adiantar. Para que se obtenha um emagrecimento saudável e definitivo a pratica de exercícios físicos e a reeducação alimentar são cruciais. Dessa forma comece agora mesmo a diferenciar o seu cardápio e largar os hábitos necessários se deseja alcançar seus objetivos.

-------------------------

Remédio para emagrecer: eu tomei!.

Remédio para emagrecer: eu tomei!
Que mulher está feliz com seu peso? Acredito que seja unanimidade entre as mulheres achar que deva emagrecer dois, dez ou trinta quilos. Não sou diferente da maioria. Me aceito gorda, mas no fundo, queria emagrecer 6 kg.

Em maio de 2006, recebi um convite para ir a uma festa de casamento. Passei alguns dias sem me preocupar com o que usaria, afinal, meu guarda-roupa estava cheio. Chegando o dia da festa, ao experimentar minhas roupas, percebi que nenhuma delas me servia, com exceção de uma calça jeans com muito elastano. Chorei muito e acabei não indo ao compromisso por conta desse episódio. Nessa época, não sabia da existência de lojas especializadas em tamanhos grandes.

Após engordar 14 kg, sem roupas que me servissem e me sentindo horrível, tomei a decisão de marcar uma consulta com uma médica endocrinologista conhecida na cidade pelas suas fórmulas "milagrosas". Claro que não pensei duas vezes e fui.

Com a receita de um medicamento manipulado que continha femproporex, além de diuréticos e ansiolíticos, corri à uma farmácia para mandar fazer a fórmula. Quando voltei para buscar, estava contentíssima com meu remedinho que me faria secar! E comecei a tomá-lo.

Os primeiros dias foram ótimos. Já na primeira semana, comia muito pouco e emagreci 4 quilos. Empolgadíssima, fiquei firme no remédio e achava aquilo o máximo. Até que vieram as reações…

Completa falta de apetite, taquicardia, boca seca e mau hálito, tremedeira, gastrite, dor de cabeça, irritação, insônia e alterações hormonais. Acho que quase todas as reações que podem ocorrer, ocorreram. Houve dias em que chorei ao tentar comer uma fatia de pão de forma com meio copo de leite. Colocava o pão na boca, e logo vinha a ânsia. Meu marido do meu lado, preocupado, pois eu não comia, ficou me fiscalizando se eu iria comer ou não, quase me forçando. Aos prantos, consegui comer metade daquela fatia e dois goles de leite, após derrubar quase tudo o que havia no copo, por conta de uma tremedeira muito forte. Não tinha vontade nenhuma de comer. Este foi apenas um episódio marcante e triste que vivi.

Após emagrecer 26 quilos em quatro meses, tendo que tomar remédio para acidez no estômago (pois não ingeria quase nada de comida), olheiras profundas pela falta de sono, doses diárias de remédio para dor de cabeça e feição estranha, resolvi que era hora de parar, pois meus sintomas estavam muito intensos e vi que poderiam piorar, quem sabe causando uma tragédia em minha vida.

Um mês depois, eu já estava engordando novamente, pois voltei a comer, mesmo sendo de forma moderada. Vi que aquela "mágica" toda, era realmente uma ilusão e acabei por engordar dez quilos a mais do que quando comecei a tomar o remédio.

Hoje, peso 96 kg. Quando me olho no espelho vejo sim aquela barriga saliente, os braços mais cheinhos e a papada que toda mulher odeia. Mas estou feliz por estar viva, por recuperar minha saúde e me sentir bem comigo mesma. Há alguns meses tive contato maior com algumas lojas especializadas em tamanhos grandes. Sei que posso me vestir bem e ficar linda pro maridão no peso que estou. Mas, acima de tudo, fico feliz em poder passar minha história adiante e servir de exemplo para aquelas pessoas que pensam em tomar esses remédios na ilusão de ficarem com um corpo perfeito.

Pensem bem antes de tomar qualquer atitude, vá ao médico, mas aquele que lhe seja confiável. Procure outra opinião se a primeira não lhe agradar, mas não seja precipitado e coloque sua saúde e sua vida em risco.

Seja forte, persistente no que quer. Se o seu desejo é emagrecer dois quilos, reforce os exercícios, coma mais frutas. Ou se você deseja eliminar 30 quilos, procure orientação, mude seus hábitos. Se é disso que você precisa para se aceitar, vá a luta! Mas não se esqueçam, sua saúde está em primeiro lugar!!

Graziela Matte, advogada por formação, extrovertida, piadista por natureza, bem resolvida com seu peso e casadíssima. Hoje tem um site com mais três amigas, chamado Garotas Formosas, voltado para o público GG, que dá dicas desde moda, até culinária, passando pelo autoconhecimento e dicas de beleza.


---------------------------

Comprar remedio para emagrecer rápido.

Lá se vai um ano desde que comprei esse blog e a quantidade de pessoas que ainda insistem em querer comprar remédios para emagrecer rápido continua altíssima, mesmo depois de tantos textos escritos tanto pelo antigo proprietário quanto por mim. Mesmo sabendo que a ANVISA proibiu a venda de diversos remédio para emagrecer, mesmo sabendo que os efeitos colaterais são devastadores, há mulheres que preferem a magreza a todo custo. Mais uma vez, vou informar o que se sabe e externar mais uma vez a minha posição a respeito.

 

Remédios para emagrecer rápido e seus efeitos
Na primeira década do século XXI, o mundo parecia uma festa regada a anfetaminas graças principalmente graças às fórmulas prescritas por médicos que queriam simplesmente agradar algumas pacientes dando a elas o que elas queriam, e não o que precisavam. Veja os mais prescritos e seus efeitos.

Anfepramona – anorexígeno que deixa o sistema nervoso sedado e sem fome. Algumas pacientes usavam a anfepramona para emagrecer e para "dar barato", graças à euforia causada pelo fármaco. Proibida no Brasil desde 2009, ainda é conseguida de forma clandestina em fórmulas feitas na surdina.
Femproporex – outra anfetamina que, além de diminuir a fome, causa uma reação similar ao nojo à comida. Retirado do mercado em 2011.
Mazindol – outro anorexígeno da família das anfetaminas, que causa perda de apetite e episódios frequentes de hipertensão e alucinações.

Por que não apoio o uso de remédios para emagrecer rápido?
Em primeiro lugar, comprar remédios para emagrecer rápido é ilegal. Como se isso não bastasse, não raro os remédios causam efeitos colaterais simplesmente assustadores:

Aumento da pressão arterial, seguido de quedas de pressão bruscas.
Irritabilidade e alucinações. O uso destas anfetaminas pode potencializar problemas mentais incipientes.
Perda de sono ou sono excessivo.
Episódios frequentes de depressão, podendo chegar ao estado crônico.
Boca seca.
Dependência química e física aos fármacos, tornando quem utiliza uma contraparte do viciado em crack com uma receita na mão.
Ainda existem remédios para emagrecer no mercado e para que eles sejam utilizados sem que haja efeitos colaterais, consulte seu médico, mude hábitos alimentares e seja mais ativa. Acredite: não vale a pena deixar sua saúde de lado só para caber em uma calça ou vestido.


------------------------------