Home Emagrecimento Emagrecer? Perder Peso Dietas Receita Dieta
------------------------

Como perder peso.

Saiba como perder peso com exercícios e truques de alimentação

Fazer exercícios de duas a cinco vezes por semana ajuda a perder peso, mas não é suficiente. A alimentação também é importante. Saiba como manter o corpo em forma!
Todo casal sabe que o companheirismo é uma das "regras" para manter um casamento feliz, mas precisa saber que ela também é válida nos quesitos emagrecimento e malhação. Afinal, estudos indicam que quando há um obeso no casal, aumentam as chances da relação terminar. "Um precisa ajudar o outro a se exercitar", afirma Silvio Cabral, personal trainer. Ou seja, mesmo que um dos dois esteja em forma, dar uma ajudinha ao parceiro nunca será má ideia. "Ele ou ela tem que dizer 'vamos lá!', e não 'vá sozinha(o) porque eu não preciso'", aconselha. E não tem desculpa: "quem não gosta de academia pode fazer exercícios em casa mesmo", diz Cabral.

Se a intenção é perder peso, os exercícios aeróbicos são os mais recomendados. Mesmo assim, a musculação não pode ser descartada. "Quando a pessoa está fora de forma, o ideal é que trabalhe bastante a musculatura, além de fazer os exercícios localizados", recomenda o personal trainer. E na academia ou na sala de casa, sem regularidade na ginástica e na malhação, não há resultados. "Para haver mudança, é preciso fazer exercícios de 2 a 5 dias por semana", alerta Cabral. "É melhor fazer o exercício aeróbico antes, priorizando a perda de peso, e já aquecer para o treinamento posterior", avalia.

Confira a lista de exercícios recomendados por Silvio Cabral

Exercícios aeróbicos
Caminhada (na rua ou esteira) por 50 minutos
Bicicleta (normal ou ergométrica) por 30 minutos
Corrida/ trote: a partir de 10 minutos e até 40 minutos

Musculação
Agachamento: Afaste os pés. Em seguida, lentamente flexione os joelhos - sempre mantendo-os na mesma linha dos pés - e jogue o quadril para trás. O agachamento trabalha praticamente o corpo todo.

Avanço: Afaste os pés acompanhando a largura dos quadris. Flexione os joelhos e apoie o peso do corpo em uma das pernas e estenda a outra para trás. Troque a posição das pernas.

Stiff: Afaste os pés acompanhando a largura dos ombros e com um uma barra de peso nas mãos - até dois quilos para iniciantes ou de acordo com a orientação profissional -, se abaixe sem flexionar ou flexionando muito pouco os joelhos. Mantenha a coluna ereta.

Flexão de braço: Apoie as mãos e os pés no chão e flexione os braços. Segundo o personal trainer, no início, você pode apoiar o joelho no chão.
------------------------

O exercício pode ajudar a perder peso.

Alimentação
O exercício pode ajudar a perder peso, mas não é totalmente eficaz. O emagrecimento está diretamente relacionado ao consumo diário de calorias. E também nesse caso o marido ou a esposa precisa ajudar e apoiar o parceiro. Não significa que os dois tenham que entrar na dieta. "Os dois podem comer a mesma refeição, mas o que estiver acima do peso come em menor quantidade", diz Omar de Faria, nutricionista do Centro Clínico de Longevidade Golden Spa. É claro que não dá para generalizar. Alimentos gordurosos e calóricos (como pão, bolos, tortas) precisam ser evitados. Mas, ainda assim, existe alternativa para as refeições a dois. "Dá para substituir os componentes de um dos pratos por outros parecidos e menos calóricos", recomenda.

Estando em casa é mais fácil - com uma dose de força de vontade - regular a alimentação. Mas, na rua, restaurantes, lanchonetes e docerias podem representar uma ameaça à dieta. "É preciso aprender a comer na rua", diz o nutricionista. "Procure alimentos com proteínas (como a carne e ovos, por exemplo) porque o organismo precisa trabalhar mais para digeri-las", afirma Faria. Novamente, evite gordura, fritura e ingredientes calóricos. E não esqueça das verduras e dos legumes.

Mais do que comer de forma saudável, é preciso comer corretamente. Segundo Faria, a regra de comer a cada três horas não é válida para todas as pessoas. "Algumas podem se alimentar a cada duas horas e meia", observa. "A regra é manter o corpo alimentado", afirma o nutricionista. Longos períodos sem comer provocam perda de massa muscular e muita fome, o que pode levar ao consumo de alimentos gordurosos. "Você vai perder massa e ganhar gordura. Não é bom", diz. Nos "lanchinhos" entre as grandes refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar), coma uma fruta. "As frutas - e também os vegetais - têm fibra, que garantem maior saciedade e melhoram o funcionamento do intestino", completa Faria.
-------------------------

Você acaba perdendo peso, à velocidade de cerca de meio kilo a 1 kilo por semana?

Você acaba perdendo peso, à velocidade de cerca de meio kilo a 1 kilo por semana? Se assim for, parabens. A experiencia está funcionando direitinho, e a perda de peso está acontecendo no ritmo ideal precomendado. Meio kilo a 1 kilo por semana é perfeito. Continua a consumir este número de calorias por dia a partir deste ponto. Se alguma vez chegar um ponto em que você para de perder peso e apenas começa a manter o peso (pequena chance, mas ainda possível), ou se você confirmou com certeza de que você não obteve perda de peso em todas, pelo menos, 3 semanas seguidas, vêm direto de volta aqui e siga as instruções na parte de ajustamentos abaixo: o que fazer quando você acaba apenas mantendo o seu peso.

-------------------------

Você acaba perdendo peso, à taxa de 2 quilos ou mais por semana?

Você acaba perdendo peso, à taxa de 2 quilos ou mais por semana?

Provavelmente vai ser muito raro, se todas as informações acima foi seguido corretamente, mas se você perder 2 quilos ou mais por semana ou mais, você pode estar perdendo peso demais. Bom, esse resultado "pode ser" normal para a pessoa acima de peso (obesos) , especialmente no início. Se você se enquadra nessa categoria e está perdendo peso a esta velocidade, você provavelmente pode ignorar isto. No entanto, você pode definitivamente ainda seguir as instruções abaixo, de qualquer forma. Se você não se encaixa na categoria "obeso mórbido" e ainda esta perdendo peso nesse ritmo por mais de um par de semanas, em seguidas, as chances são que a estimativa de calorias necessarias foi um pouco baixo ou você acabou acidentalmente consumindo calorias a menos do que deveria. De qualquer forma, relaxe. Existe uma solução simples. Essa solução é a de adicionar cerca de 250-300 calorias para a sua necessidade calórica diária e, em seguida, basta repetir a experiencia denovo com este novo valor calórico. Dependendo do seu peso desta vez, siga as instruções necessárias na parte de Ajustamento.

---------------------------

RESISTÊNCIA AO APELO DA FOME.

RESISTÊNCIA AO APELO DA FOME

Drauzio – Parece que o ser humano resiste menos à fome do que à dor. Muita gente com dor na coluna toca a vida normalmente. Com fome, a impressão é que fica difícil fazer alguma coisa.

Alfredo Halpern – O grande problema é que, se não comer, a pessoa morre, o que na maioria das vezes não acontece quando ela sentir dor. Comparar, por exemplo, comer com fumar é outro erro. Não existe necessidade biológica para fumar, mas para comer existe. Se a pessoa consegue deixar de fumar, sua vida melhora muito. Se parar de comer, definha e morre. A alimentação é indispensável para sobrevivência de todos nós.

Além disso, estamos cada vez mais aparelhados para engordar não só pela fartura de comida como pela fartura de conforto. Hoje, tudo é projetado para moderar o gasto de energia. Os carros têm direção hidráulica, são hidramáticos e os vidros sobem e descem com um simples apertar de botões. Já foi calculado, por exemplo, que uma única extensão telefônica numa residência representa um ganho de peso de 1,100 kg por ano.

ntigamente, só existia um aparelho telefônico em cada casa. Alguém chamava – “Fulano, telefone para você” – e a pessoa tinha de se movimentar até o lugar onde estava o aparelho. Andava, subia ou descia escadas, atendia o chamado e percorria o caminho de volta.

Agora o celular está ao alcance da mão. Não é preciso dar um passo para atendê-lo. Se não houver uma profunda reformulação no estilo de vida, todo o mundo vai ser gordo em poucos anos.


------------------------------