------------------------

cirurgia do intestino para emagrecer

Novo método com balões no intestino pode combater obesidade
Médicos apostam em um tratamento sem cirurgia para promover o emagrecimento

Quem sofre com a obesidade não precisa recorrer apenas à dieta e aos exercícios físicos para melhorar o peso e a saúde. Existem tratamentos que auxiliam a reverter o excesso de gordura, como a redução de estômago ou a inserção de balões na região. No entanto, estudos têm mostrado que essas cirurgias podem levar a complicações muitas vezes irreversíveis.

A boa notícia é um novo método não invasivo pode ser uma solução mais fácil e segura para quem precisa emagrecer. Trata-se do SatiSphere, uma cadeia de balões que é inserida no intestino delgado e pode ajudar na perda de peso. Conforme divulgou o Daily Mail, ele engana o cérebro para que o corpo “pense” que consumiu mais calorias do que realmente aconteceu, já que essa contagem acontece na região.

Entre as suas vantagens está o fato de poder sem inserido sem a necessidade de cirurgia, em um procedimento bastante rápido. Por ser flexível, ele pode ser inserido pela boca, com a ajuda de um tubo especial. Durante o caminho, ele se encaixa com facilidade até chegar ao duodeno. Ali ele pode ficar por poucos anos, já que é temporário, mas promete uma perda de peso efetiva nesse período.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Hamburgo com 60 pacientes comprovou seus resultados. O grupo foi dividido em dois: aqueles com o SatiSphere e aqueles sem o dispositivo. Entre os participantes que passaram pelo tratamento, o emagrecimento foi de 12% do peso corporal em três meses.

Além de ajudar no combate à obesidade, o estudo também revelou que o método combate a diabetes, pois regula os níveis de insulina. Assim, resta esperar para que ele chegue a mais partes do globo, parra beneficiar um número maior de pacientes no futuro.

------------------------

O que é a cirurgia de redução de intestino

O que é a cirurgia de redução de intestino

A redução de intestino é o nome popular de um tipo de cirurgia bariátrica chamada bypass gástrico em Y de Roux. Este é um dos tipos mais usados de cirurgia bariátrica e visa diminuir a quantidade de alimento que a pessoa consegue ingerir, assim como diminuir a absorção das comidas ingeridas.

A cirurgia de redução de intestino cria uma pequena bolsa a partir do estômago original. Essa bolsa permanece ligada em uma extremidade ao final de parte inferior do esôfago, e na outra extremidade a uma nova conexão criada para uma parte do intestino delgado. Desta forma, há um atalho desviando os alimentos de parte do estômago e do intestino.

Juntamente com a perda de peso, pacientes que passam pela cirurgia de redução de intestino sofrem o risco de desenvolver várias deficiências nutricionais.

Os pacientes da cirurgia de redução de estômago devem tomar por toda a vida suplementos multivitamínicos, de vitamina B12, ferro e cálcio. Eles também precisam de acompanhamento para avaliação física, metabólica e nutricional.

Riscos da cirurgia redução de intestino

Os riscos de mortalidade ou complicações decorrentes da cirurgia de redução de intestino são maiores quanto mais elevado for o IMC (índice de massa corporal), idade mais avançada e para pacientes do sexo masculino. Os riscos também são maiores em cirurgias revisionais, as quais são feitas quando o paciente já realizou cirurgia de redução de intestino e precisou de outro procedimento cirúrgico para algum tipo de reparo. Pacientes com mais de 50 anos com IMC maior que 50 parecem ter risco significativamente mais elevado.

Condições médicas que podem contribuir para elevação de risco incluem diabetes tipo 2, hipertensão e apnéia obstrutiva do sono. Embora condições médicas graves possam elevar o risco da redução de intestino, essa cirurgia também pode resolver ou melhorar significativamente alguns desse problemas médicos. Há forte evidência de melhoria para diabetes tipo 2 em pacientes que passaram por cirurgia de redução de intestino.

Riscos para a saúde associados à obesidade

Várias condições médicas estão associadas à obesidade. Algumas dessas condições médicas incluem: pressão alta, diabetes tipo 2, colesterol alto, doença das coronárias, doença na vesícula, asma, apnéia do sono, osteoartrite, infertilidade, refluxo gastroesofágico, incontinência urinária, entre outras. Além disso, pesquisas da Sociedade Americana do Câncer documentaram forte associação entre obesidade e muitas formas de câncer. Além de estar associada a outras doenças, a própria obesidade éreconhecida como um doença desde 1985 pelo National Institutes of Health (NIH).


-------------------------

O que é Bypass intestinal? Funciona?

 

O que é Bypass intestinal? Funciona?

O Bypass intestinal é o mais novo tipo de cirurgia para combater a obesidade. É mais simples que a cirurgia de redução de estômago, não exige dieta ou remédios, e o paciente pode continuar a comer o que quiser, quando quiser. A cirurgia se constitui como um pequeno desvio no intestino delgado, fazendo com que o paciente absorva menos gordura do que antes.Todo o intestino continua funcionando normalmente, e a absorção de vitaminas e minerais permanece a mesma. Além dessas informações, veja as 10 coisas que você precisa saber sobre o bypass intestinal!

Qual é a grande vantagem do bypass intestinal comparado à cirurgia de redução de estômago? A recuperação e adaptação do bypass intestinal são mais rápidas, o paciente continua sentindo prazer em se alimentar e a cirurgia é reversível.

O que é feito na cirurgia de bypass intestinal
Como irei emagrecer já que não há necessidade de diminuir nem restringir a comida? Você poderá continuar comendo normalmente pois não há nenhuma interferência no estômago. Com o desvio de parte do intestino a comida é digerida mais rápido, sem que haja tempo para o organismo absorver as gorduras.
Porque as gorduras não são mais absorvidas mas as vitaminas continuam sendo? Isso acontece porque a parte do intestino que absorve as vitaminas fica acima da parte desviada e não é comprometida.
Como é a anestesia da cirurgia de bypass intestinal? A anestesia depende do perfil do paciente. Pacientes novos que não tenham obesidade mórbida podem fazer a cirurgia com anestesia peridural e sedativos. Pacientes com obesidade mórbida recebem a anestesia geral.
Como é feita a internação e o pós-operatório? O paciente é internado no mesmo dia da cirurgia e no mesmo dia já pode andar e receber alimentos como frutas e caldos. No dia seguinte ele já pode ir para casa. Ao voltar para casa, a readaptação alimentar demora em média 45 dias, e neste período o paciente já pode se alimentar normalmente.
Quem pode fazer a cirurgia de bypass intestinal? Pessoas entre 18 e 65 anos podem ser submetidos, desde que não tenham uma patologia grave que o coloque em risco.
É verdade que o bypass intestinal é reversível? Sim, a cirurgia pode ser revertida a qualquer momento, com o retorno do intestino à sua via natural.
Voltarei a engordar depois desta cirurgia? É possível que isso aconteça a longo prazo, pois não é uma cirurgia milagrosa. Uma das soluções é fazer o retoque da cirurgia após certo período de tempo.
Qual é a relação do bypass intestinal com a ingestão de água? Os médicos dizem que a ingestão de água durante as refeições auxiliará a perda de peso e a passagem do alimento pelo intestino.
Depois de quanto tempo após a cirurgia poderei praticar atividades físicas? A caminhada é liberada após 30 dias e exercícios mais pesados após 90 dias.


-------------------------

Principais dúvidas da Bypass Intestinal

 

Principais dúvidas da Bypass Intestinal

Se você está acima do peso, com certeza você já ouviu falar em diferentes tipos de cirurgias para emagrecer, mas você sabe o que significa Bypass Intestinal? Bypass intestinal é uma cirurgia que constitui em um pequeno desvio no intestino delgado, para combater a obesidade.

A técnica, que é bem mais simples que a Redução de Estômago, não requer cuidados especiais, e tem entre as principais vantagens ser reversível, além do fato de o paciente poder continuar se alimentando como quiser.

Bypass Intestinal antes e depois.
A cirurgia, que conta também com uma rápida adaptação e recuperação, ao contrário da cirurgia bariátrica, não exige do paciente a ingestão de remédios pelo resto da vida, dietas restritivas ou longos períodos de pós-operatório, pois o intestino continua funcionando normalmente, inclusive para a absorção de vitaminas e minerais.

Mas como pode ocorrer o emagrecimento, se o intestino continua funcionando normalmente e o paciente continua se alimentando da mesma forma?

O emagrecimento com o Bypass intestinal dá-se porque a comida é digerida de forma mais rápida, sem que haja tempo para o organismo absorver a gordura. Por esse motivo, quem se submete a cirurgia continua também sentindo o mesmo prazer em se alimentar.

Principais dúvidas da Bypass Intestinal
Comparado à cirurgia de redução de estômago, qual é a grande vantagem do bypass intestinal? A recuperação e adaptação do bypass intestinal são mais rápidas, o paciente continua sentindo prazer em se alimentar, além da cirurgia ser reversível.
Como irei emagrecer já que não há necessidade de diminuir nem restringir a comida? Porque com o desvio de parte do intestino, a comida é digerida mais rápido, sem que haja tempo para o organismo absorver as gorduras.
Porque as vitaminas continuam sendo absorvidas, se as gorduras não são mais? Porque a parte do intestino que absorve as vitaminas fica acima da parte desviada e não é comprometida.
Como é a anestesia da cirurgia de bypass intestinal? Na maioria dos casos, a cirurgia é realiza com anestesia peridural e sedativos. Pacientes com obesidade mórbida recebem a anestesia geral.
Como é feita a internação e o pós-operatório? O paciente já pode ir para casa no dia seguinte. Ao voltar para casa, a readaptação alimentar demora em média 45 dias, e neste período o paciente já pode se alimentar normalmente. Quanto a internação o paciente é internado no mesmo dia da cirurgia e no mesmo dia já pode andar e receber alimentos como frutas e caldos.
Qualquer pessoa pode fazer a cirurgia de Bypass Intestinal? Desde que não tenham uma patologia grave que o coloque em risco e tenha entre 18 e 65 anos.
É verdade que o bypass intestinal é reversível? Sim, a cirurgia pode ser revertida a qualquer momento.
Voltarei a engordar depois desta cirurgia? É possível a longo prazo, caso o paciente não adote um estilo de vida saudável. Mesmo assim, o retoque da cirurgia após certo período de tempo.

---------------------------