------------------------

modo de emagrecer

Pequeno almoço numa dieta
Vou voltar a destacar da importância de um pequeno almoço completo (num processo de emagrecimento), e dar uma dica de uma refeição saudável .
Chá ou café com leite de soja.
1 Peça de fruta (Kiwi, fatia de melão, duas tangerinas, maça, laranja ou ananás)
1 fatia de pão de mistura de compota light ou 4 a 5 colheres de sopa de cereais sem açucar.


------------------------

O pequeno almoço - a refeição mais importante

O pequeno almoço - a refeição mais importante
O metabolismo de uma pessoa é um dos factores mais importantes no que toca a emagrecer, e é por esse motivo que algumas pessoas engordam e outras não. Isso influencia também o porque da importância de um bom pequeno almoço. Se o fizermos, o nosso metabolismo mantem-se rápido, e assim ajuda a desfazer-nos de mais algumas calorias. caso não se tome um bom pequeno almoço, o nosso organismo sente que tem de manter o stock de energias e atrasa o metabolismo. Um bom pequeno almoço ajuda a emagrecer.

 

------------------------

Emagrecer sem esforço de um modo saudavel

Emagrecer sem esforço de um modo saudavel - Nutricionista

Boa tarde a todos, em primeiro lugar, quero dizer-vos que sou esposa de nutricionista e resolvi criar este espaço na Internet a fim de deixar um testemunho bem claro sobre como se deve emagrecer.Era ligeiramente obesa, algo que o meu marido, como profissional da saúde sempre quis alterar, mas a mim nunca me incomodou. Como tal não ia ligando aquilo que ele dizia.
Mas depois da segunda gravidez engordei bastante e estava na hora de fazer qualquer coisa para mudar isso.
Eu segui um plano que o meu marido me traçou, e de um modo simples e rápido consegui perder peso. Não vou especificar se foram muitos ou poucos .
Parei quando achei, ou melhor achamos que estava bem.


-------------------------

4 passo para emagrecer com sucesso e facilmente

4 passo para emagrecer com sucesso e facilmente

O método que vos vou descrever/ aconselhar ( eu não sou autoridade na matéria ), não é milagroso, precisa de uma pontinha de esforço, mas como tudo na vida nada cai do céu.

Para reduzir o meu peso, e as gorduras localizadas e acumuladas traçamos um plano que envolve 4 componentes.

1º Acertar a alimentação.

Já vos contei que o meu marido é nutricionista, e traça planos alimentares personalizados, mas sou-lhes sincera: Nunca gostei do modo como ele as fazia. Chegamos um acordo.Eu escolheria outro nutricionista, ou fazia a minha própria dieta, e submeteria-a a aprovação dele.
Escolhi, uma edição online que traçou um plano alimentar a meu gosto, de fácil confecção. O manual das dietas foi aprovado por ele. E aqui ficou a minha primeira dica.

2º Deixar de de carro para o trabalho (a parte do esforço)

Aqui admito que fiquei relutante. Deixar o carro na garagem, e andar uns quarteirões até ao metro.Isto é repetido em sentido inverso.....
Poupei em despesas,e além disso notei que basta umas caminhadas diárias para acelerar o metabolismo. Mais ainda enquanto ia a conduzir tinha a mania de comer uns snacks... A prova que andar a pé só faz bem.

3º Muito importante- Herbalfit
Para ajudar o corpo a livrar de gorduras indesejadas, tonificar e purificar comprei um produto 100% natural à base de plantas e ervas, sem efeitos secundários e sem necessidade de prescrição médica.
Chama-se herbalfit e caiu que nem ginjas no meu processo de emagrecimento.

4º 4 Agua, muita agua Alem de ajudar o herbalfit a obter melhores resultados, é como é sabido o melhor "hidratante".



-------------------------

16 maneiras de emagrecer (sem dieta!)

16 maneiras de emagrecer (sem dieta!)

1. Corte o açúcar
Ele não oferece nenhum nutriente e tem 4 calorias em 1 grama. Ou seja, só engorda. Pior: assim que é consumido, faz o organismo produzir muita insulina. "Esse hormônio favorece o estoque de gordura e estimula o apetite", explica Cláudia Cozer, endocrinologista de São Paulo. Não consegue ficar sem um docinho? Então, deixe-o para a sobremesa. A comida segura o índice glicêmico do açúcar, evitando picos de insulina no organismo e a consequente sensação de fome.

2. Ande mais
Sempre que falar ao celular, caminhe. A queima de calorias pode ser mínima. Mas é melhor do que ficar parada e não gastar nada. Percorra os trajetos que você faz à pé no dia a dia como se estivesse atrasada para uma reunião. Andar rápido potencializa o consumo de calorias, até nos percursos pequenos.

3. Consuma salmão
Por ser rico em ômega 3, ele ajuda a reduzir a ansiedade. O que isso tem a ver com calorias? Sob tensão, o organismo produz uma quantidade maior de cortisona. Em excesso, esse hormônio rouba energia das células e deixa o organismo faminto, especialmente por alimentos calóricos, como pão, massa e doce. O ômega 3 faz mais pelas medidas da cintura: desinflama as células e eleva os níveis de serotonina, controlando o apetite. Outras boas fontes: atum, sardinha e linhaça.

4. Inclua queijo na sobremesa
Consumido no fim da refeição, esse alimento aumenta a capacidade do organismo de queimar gordura. O mérito é do ácido linoleico conjugado (CLA) presente no queijo, segundo estudo do Centro de Pesquisa de Alimentos Moorepark, na Irlanda.

5. Capriche nas fibras
Uma pesquisa publicada na revista científica americana Journal of Clinical Nutrition mostrou que essas substâncias são capazes de reduzir o peso total e afinar a circunferência da cintura por mais de um motivo. Dão saciedade, retardam o esvaziamento gástrico, seguram o índice glicêmico, varrem as toxinas e estimulam o funcionamento do intestino. Consuma entre 25 e 35 gramas de fibras por dia.

6. Comece o treino pela musculação
O exercício localizado usa o glicogênio estocado no músculo como fonte de energia. Isso obriga o organismo a acionar os estoques de gordura no exercício aeróbico. É por isso que malhar nessa sequência traz resultado mais rápido na balança.

7. Alimente-se antes de malhar
Quando você treina de barriga vazia, queima músculos e poupa gordura. Não é esse seu objetivo, certo? Por isso, coma uma fatia de pão com geleia, biscoito ou fruta, alimentos que oferecem energia rápida. Assim, você também garante disposição para uma aula puxada, queimando mais calorias.

8. Tome leite!
É um alimento com alto teor de cálcio, mineral que estimula a queima de gordura, afirma um estudo do Instituto de Nutrição da Universidade do Tennessee, nos Estados Unidos. Mas fique atenta às reações do seu organismo: Digestão difícil, gases e barriga inchada são sinais de alergia à proteína do leite. Esse processo desencadeia inflamação nas células, resultando em peso extra. Alternativa: aposte no cálcio vindo dos vegetais como couve, brócolis e gergelim.

9. Coma amêndoa
Um punhado pequeno (30 gramas) por dia ajuda a enxugar gordura. De acordo com uma pesquisa publicada na revista americana International Journal of Obesity, voluntários que comeram essa oleaginosa por seis meses secaram 18% da gordura corporal diante de 11% dos que não consumiram.

10. Auxiliares
Frutas secas têm carboidratos do bem, que aceleram o metabolismo, e uma grande quantidade de vitaminas e sais minerais, além de potentes antioxidantes. Misture-as nas saladas, no iogurte ou na aveia. A romã também tem esse poder. Já o limão-galego, espremido na água colabora para manter o metabolismo acelerado.

11. Vire fã de café
Por ser rico em cafeína - substância com poder termogênico -, eleva a temperatura do organismo e, com isso, acelera o metabolismo. A medida considerada saudável: três xícaras por dia. Sem açúcar, é claro.

12. Faça 6 refeições diárias
Em vez de café da manhã, almoço e jantar, fracione os alimentos em seis pequenas refeições. O organismo vai perceber que não ficará tanto tempo sem receber comida e, por isso, não precisará economizar e estocar calorias. Em duas semanas, você começa a se sentir mais satisfeita com porções menores de alimentos. A capacidade do seu estômago encolhe cerca de 30%, sua ingestão calórica diminui 10%, seu metabolismo ganha pique e você pode perder até 2 quilos por mês.

É importante prestar atenção às quantidades. Uma porção de alimento (arroz, macarrão, batata) equivale a um punho fechado. O filé de frango ou peixe deve ter o tamanho da sua mão. O filé de carne vermelha deve ser um pouco menor, do tamanho da palma da mão

13. Beba mais água
Ela emagrece de maneira direta e indireta. Vamos à primeira, recém-comprovada por um estudo do Instituto de Pesquisa Oakland, na Califórnia. Beber água antes das refeições estimula o centro de saciedade. Esse mecanismo representa uma economia no consumo de calorias: entre 70 e 90 por dia. A água também participa de reações químicas que levam à queima de gordura e à eliminação de sódio, responsável pela retenção líquida.

14. Durma bem
Passar a noite em claro estimula a produção de grelina - hormônio que aumenta a fome e os estoques de gordura. Uma pesquisa da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, revelou que dormir pouco traz outro prejuízo: reduz o ritmo do metabolismo. Quando você dorme mal, o organismo entende que precisa economizar energia.

15. Segredos do Oriente
Nabo, rúcula, cebola, gengibre e chá verde. Essas são as principais opções da medicina chinesa para acelerar o metabolismo. Esses alimentos são capazes de aumentar o calor no interior do organismo e por isso estimulam o metabolismo. Para melhores resultados, associe a alimentos de sabor picante com amargo. Essa combinação tonifica o baço, responsável pelo metabolismo energético e um dos órgãos mais importantes segundo a medicina tradicional chinesa.

Para o lanchinho da manhã e da tarde: tome um copo de suco com pedaços da própria fruta, de preferência ácidas, como laranja, limão, tangerina e abacaxi. O sabor ácido tem a propriedade diurética, que minimiza a retenção de líquidos. Outra boa ideia é ter na bolsa ou na gaveta do escritório biscoitinhos e outros alimentos à base de fibras integrais e frutas desidratadas

16. Coma frutas secas
Frutas secas têm carboidratos do bem, que aceleram o metabolismo, e uma grande quantidade de vitaminas e sais minerais, além de potentes antioxidantes. Misture-as nas saladas, no iogurte ou na aveia.


---------------------------